terça-feira, 27 de novembro de 2007

Encheção de linguiça da imprensa esportiva

Meus caros, o recente caso do desabamento de uma parte da arquibancada do estádio da Fonte Nova em Salvador, no qual morreram sete pesoas,me fez suscitar uma questão. Por que a mídia só aborda este tipo de assunto quando a tragédia já é um fato, será que não existe o compromisso em denunciar a desfaçatez das administrações dos vários estádios e arenas esportivas existentes no país.
Eu percebo principalmente na mídia esportiva, o amaciamento em determinados temas quando o assunto é o estatuto do torcedor. É sempre um noticiário em que o próprio torcedor é relevado a segundo plano, você não observa nenhuma atitude da mídia esportiva em denunciar nada referente ao mundo podre do futebol.
São vários casos como: a troca de ingressos por latas de leite, atuação de cambistas, despreparo do policiamento, lotação acima do limite, corrupção de cartolas e tantas outras mazelas que fazem parte da rotina do futebol brasileiro.Poucos jornalistas, como Juca Kfouri e o "louco" do Kajuru, denunciam a podridão cartolas.
De resto, é a mesma lenga-lenga, um elogio alí outro acolá e muita encheção de linguiça. O jornalismo esportivo brasileiro precisa ser mais cidadão e menos clubista. Querem vender o circo, tudo bem... Mas respeitem o torcedor!
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...