quinta-feira, 11 de outubro de 2018

A história vai cobrar

Em todos os países em que houve risco da extrema direita (fascismo) chegar ao poder através do voto ocorreu uma grande mobilização entre esquerda, centro-esquerda e liberais que derrotou o discurso de ódio. Mas no Brasil pelo visto isso não está sendo possível.
Pelo visto, para alguns o que importa é o projeto eleitoral de poder e a defesa de interesses de uma elite que não quer largar o osso de jeito nenhum, nem que para isso se aceite e compactue com a ascensão de um fascista declarado ao poder. Neste grupo de traidores do Brasil e da democracia estão incluídos grupos de comunicação, partidos políticos, políticos, empresários e intelectuais.
Relembrando a 2° Guerra Mundial, quando a França passivamente aceitou a ocupação nazista, no período que ficou denominado como República de Vichy. O Brasil de hoje me passa essa sensação de estarmos vivendo uma versão tupiniquim do colaboracionismo francês.
A história vai cobrar o preço do comportamento de alguns que se omitem ou que aderem ao projeto da extrema direita.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...